HomeRádio Vaticano
Rádio Vaticano   
Outras línguas  

     Home > Igreja > 2013-08-19 17:19:17
A+ A- imprimir



Encíclica "Lumen Fidei" - ouça aqui todas as reflexões de D. Carlos Azevedo



D. Carlos Azevedo entrevistado por Pacheco Gonçalves
I
RealAudioMP3
Já passou mais de um mês desde que foi publicada a Encíclica “Lumen fidei” (A luz da fé), texto que completa a trilogia das Encíclicas dedicadas por Bento XVI às três virtudes teologais: depois de uma primeira Encíclica sobre o amor-caridade (“Deus caritas est”, 2005) e de outra sobre a esperança (“Spe salvi”, 2007), também esta sobre a fé encontrava-se praticamente pronta a ser publicada quando, em fevereiro passado, Papa Ratzinger anunciou a decisão de renunciar ao pontificado. Papa Francisco retomou esse “precioso trabalho”, limitando-se a “acrescentar ao texto qualquer nova contribuição”.
De certo modo submersa no meio de outros textos e gestos papais – sobretudo da viagem ao Brasil, para a JMJ do Rio – a Encíclica não teve até agora o destaque que merece. Aproveitando este mês de agosto e a pausa nas actividades públicas do Santo Padre, começamos hoje a divulgar um comentário à “Lumen fidei”, proposto por D. Carlos Moreira Azevedo, Delegado do Pontifício Conselho da Cultura. Antes de mais, sobre a colocação que a Encíclica tem em relação às anteriores do Papa Bento e sobre o alcance do título – que propõe a fé como luz: RealAudioMP3


II
A luz de Deus…ilumina o nosso caminho… A fé – ao contrário da idolatria - é essa luz… Aspectos sublinhados na Encíclica “Lumen fidei” (A luz da fé). D. Carlos Azevedo, Delegado do Conselho Pontifício para a Cultura, continua o seu comentário a este texto, inicialmente elaborado por Bento XVI e publicado há um mês pelo Papa Francisco... RealAudioMP3


III
“A fé não só olha para Jesus, mas olha também a partir da perspectiva de Jesus e com os seus olhos: é uma participação no seu modo de ver”: uma afirmação da Encíclica “Lumen fidei” - A luz da fé (n.18), que D. Carlos Azevedo, Delegado do Conselho Pontifício para a Cultura destaca hoje, no comentário que tem vindo a fazer sobre este importante texto do magistério papal…

RealAudioMP3



IV

Ouça aqui... RealAudioMP3 Um dos aspectos mais interessantes da Encíclica “Lumen fidei”, preparada inicialmente por Bento XVI e completada e publicada, há um mês, pelo Papa Francisco, é o facto de se poder por – utilmente - nas mãos de pessoas que se interrogam sobre a fé. Sem grandes novidades propriamente ditas, ao nível dos conteúdos, a Encíclica contém fórmulas muito belas e sugestivas – observa D. Carlos Azevedo, Delegado do Conselho Pontifício para a Cultura, que a tem vindo a comentar para os nossos ouvintes.


V
Ouça aqui... RealAudioMP3
O que é a fé cristã? Uma leitura atenta, meditada, da Encíclica “Lumen fidei” pode ser de grande ajuda, mesmo para cristãos, que muitas vezes confundem fé com uma atitude religiosa mais ou menos mágica, supersticiosa. Ouçamos D. Carlos Azevedo, que prossegue o seu comentário ao texto…


VI
Ouça aqui... RealAudioMP3 É significativo que a última Encíclica de Bento XVI (e primeira do Papa Francisco, que a retomou e fez sua), preparada e publicada no “Ano da Fé” em curso, seja precisamente sobre “a luz da fé” (Lumen fidei). O texto constitui “um serviço às pessoas que andam à busca do sentido da vida” – considera D. Carlos Azevedo, Delegado do Conselho Pontifício para a Cultura, que tem vindo a comentar o texto…


VII

Ouça aqui... RealAudioMP3 É significativo que a última Encíclica de Bento XVI (e primeira do Papa Francisco, que a retomou e fez sua), preparada e publicada no “Ano da Fé” em curso, seja precisamente sobre “a luz da fé” (Lumen fidei). O texto constitui “um serviço às pessoas que andam à busca do sentido da vida” – considera D. Carlos Azevedo, Delegado do Conselho Pontifício para a Cultura, que tem vindo a comentar o texto…


VIII
Ouça aqui... RealAudioMP3
A ciência, como aliás também a teologia, há-de ser humilde, na busca do mistério. Neste movimento, a luz da fé ilumina todas as relações humanas. Considerações da Encíclica “Lumen fidei”, na parte inicial do capítulo II, abordando da relação fé – verdade e conhecimento da verdade e amor… O comentário de D. Carlos Azevedo, Delegado do Conselho Pontifício para a Cultura…


IX
Ouça aqui... RealAudioMP3
A Encíclica “Lumen fidei”, preparada inicialmente por Bento XVI e depois publicada, com alguns acrescentos, pelo Papa Francisco, é um texto que “faz a ponte entre os dois pontificados”. Aqui vem ao de cima quanto é positiva a comunhão (sem antagonismos) na diversidade de personalidades… Considerações de D. Carlos Azevedo, Delegado para o Conselho Pontifício para a Cultura, que nos vem ajudando na leitura deste importante texto…

X
Ouça aqui... RealAudioMP3
Prosseguimos com a leitura que D. Carlos Azevedo faz da Encíclica “Lumen fidei” (A luz da fé). O bispo português Delegado do Conselho da Cultura comenta hoje para nós uma parte do Capítulo III, dedicado à transmissão da fé. Aquilo que se transmite – sublinha o texto – não são noções doutrinais, como verdades abstractas, às quais haveria que dar um assentimento intelectual. Bem mais do que isso: como uma chama que acende outra, é por “contacto” – digamos assim, que a fé se transmite…


XI
Ouça aqui... RealAudioMP3
“A fé nasce de um encontro” e transmite-se ao longo dos séculos, de geração em geração, “através de uma cadeia ininterrupta de testemunhos”; “a fé transmite-se por assim sob a forma de contacto, de pessoa a pessoa”: sugestivas afirmações da Encíclica “Lumen fidei” (A luz da fé), que nos recorda que “é impossível crer sozinhos”; “por sua natureza a fé verifica-se dentro da comunhão da Igreja”. Vejamos como D. Carlos Azevedo comenta para nós estas passagens centrais da Encíclica dos Papas Bento XVI e Francisco…


XII
Ouça aqui... RealAudioMP3
“A fé não afasta do mundo”; mais ainda: a fé identifica um alicerce sólido para fundamentar a sociedade num mundo globalizado, indo para além dos meros interesses individuais ou de parte… D. Carlos Azevedo, Delegado do Conselho Pontifício para a Cultura, considera importante reflectir bem sobre o conteúdo do número 51 da Encíclica “Lumen fidei” (A luz da fé), pois se trata, ao fim e ao cabo, da grande questão do nosso tempo, a começar pela Europa (mas não só, acrescentamos nós..)

XIII
Ouça aqui... RealAudioMP3
Prosseguimos o comentário do capítulo IV da Encíclica “Lumen fidei” (a luz da fé). D. Carlos Azevedo – prosseguindo o comentário que tem vindo a fazer, passo a passo, deste texto, sublinha o seu aspecto positivo, propositivo, com grandes implicações práticas, a propor nomeadamente aos jovens…


XIV
Ouça aqui... RealAudioMP3
É na parte final da Encíclica “Lumen fidei” (A luz da fé) que se pressente algum acrescento da parte do Papa Francisco ao texto elaborado pelo seu predecessor. Nomeadamente na insistência relativa ao cuidado a reservar à natureza criada por Deus (n. 55). Importante também o que a Encíclica diz nos números 56-57 sobre os sofrimentos do mundo e o modo como “responde” à questão que o sofrimento inocente coloca à fé... Vejamos como D. Carlos Azevedo, Delegado do Conselho Pontifício para a Cultura, comenta estas passagens…


XV
Ouça aqui... RealAudioMP3
Ao longo deste mês de agosto temos vindo a propor uma leitura–comentário da Encíclica “Lumen fidei” (A luz da fé), através de uma selecção de passagens e respectivas observações formuladas por D. Carlos Azevedo, bispo português a colaborar na Cúria Romana como Delegado do Conselho Pastoral para a Cultura. Concluímos hoje essa série de comentários que pretendiam constituir – como ele próprio nos diz – uma forma de abrir o apetite para lermos o texto por inteiro e descobrirmos nós próprios outras expressões a meditar e sublinhar…


(PG)




Compartilhar






Quem somos Horário dos programas Escreva à redação Produção RV Outras línguas Santa Sé Cidade do Vaticano Celebrações litúrgicas do Papa
All the contents on this site are copyrighted ©. Webmaster / Credits / informações legais / Publicidade