HomeRádio Vaticano
Rádio Vaticano   
outras línguas  

     Home > Igreja > 2013-08-29 19:14:47
A+ A- imprimir



As gírias de Buenos Aires que Francisco usa, explicadas por jornalista argentino



Cidade do Vaticano (RV) – O cristão deve ser protagonista, não espectador. Não pode “olhar pela janela”, não pode “balconear”, como se diz numa gíria típica de Buenos Aires. Uma expressão – balconear – que o Papa Francisco usa na sua linguagem direta e simples para fazer entender o quanto é importante “ser protagonista de mudanças”. Ontem mesmo, no pronunciamento aos jovens da Diocese de Piacenza, exortou-os a serem “artífices do futuro”, não ficar olhando, mas “viver e ir ao encontro do futuro”, em outras palavras, não “balconear” (n.d.r – a expressão ‘balconear’ é usada em Buenos Aires para indicar quem observa os acontecimentos de longe sem envolver-se neles).

O jornalista Jorge Milia, ex-aluno de Bergoglio quando era professor de Literatura e Psicologia em Santa Fé, em 1964 e 1965, escreveu um artigo sobre as expressões usadas por Francisco tiradas do linguajar usado em Buenos Aires e sobre a linguagem usada pelo Papa, que por ser direta, envolve e fascina. O artigo será publicado nesta sexta-feira no site de Alver Metalli, "Terre d'America", mas foi antecipado pelo L’Osservatore Romano.

Milia conta que durante as Procissões de Corpus Christi ficava estupefato em como os avós, mesmo sendo idosos e com doenças, caminhavam com os membros da Paróquia não levando nunca em consideração a idéia de acompanhar os ritos religiosos das sacadas, como muitas famílias faziam. “Um dia eu falei sobre isto com um sacerdote da escola e ele me deu uma explicação muito simples: ‘São idosos que usam a fé do mesmo modo que tinta para os capelos. A fé não se vive das sacadas, mas caminhando”.

Eis a explicação que encontramos para a expressão usada por Francisco “não ‘balconear’, mas lançar-se na vida como fez Jesus”.

“Em pouco tempo – escreve Milia – o Pontífice nos demonstrou que da única sacada da qual se pode olhar os acontecimentos é do balcão da Basílica de São Pedro, à qual apareceu numa noite chuvosa, um Papa que vinha do fim do mundo e que saudou todos aqueles fiéis que o aguardavam com um simples ‘Boa noite’ e conquistou o coração do mundo pedindo que rezasse por ele”. (JE)




Compartilhar






Quem somos Horário dos programas Escreva à redação Produção RV Outras línguas Santa Sé Cidade do Vaticano Celebrações litúrgicas do Papa
All the contents on this site are copyrighted ©. Webmaster / Credits / informações legais / Publicidade