HomeRádio Vaticano
Rádio Vaticano   
Outras línguas  

     Home > Igreja > 2013-08-30 12:55:19
A+ A- imprimir



Moçambique: A Igreja sente o “vazio” deixado pela morte de Dom Luís Gonzaga



RealAudioMP3
No dia 7 de Agosto corrente, a igreja e os jesuítas particularmente, foram colhidos de surpresa com a morte de Dom Luís Gonzaga Ferreira da Silva, bispo emérito de Lichinga. Foi muito apropósito desta perda que deixa lágrimas e pesar que, a Rádio Vaticano em Maputo, foi à sede da Companhia Jesuíta em Moçambique, de que também fazia parte o Dom Luís Gonzaga.
Quando a Rádio Vaticano irrompeu pela Residência Santo Inácio, a casa dos jesuítas em Maputo, viam-se rostos manifestamente tristes, afinal, perderam um grande irmão, companheiro e sacerdote jesuíta. Porém, para que a nossa conversa ganhasse efeito, era preciso conter as lágrimas e superar a dor. E o padre Virgílio Domingos, superior geral da Companhia De Jesus em Moçambique, foi quem nos recebeu e juntos fizemos o retrato da incomensurável perda de um sacerdote que desde sempre teve uma vida apostólica.
O Padre Virgílio Domingos fez-nos um breve retrato dos últimos dias de vida de Dom Luís Gonzaga, cuja morte foi surpreendente, embora sabendo-se do seu debilitado estado de saúde devido a problemas cardiácos.
O Padre Virgílio Domingos diz ter-se comunicado telefonicamente com Dom Luís Gonzaga no dia anterior à sua partida. Na ocasião, Dom Luís, disse que estava relativamente convalescido. Afinal, eram as suas últimas horas de vida.
Há duas versões das causas da morte de Dom Luís Gonzaga
Entretanto, há duas versões das causas da morte de Dom Luís. O superior regional da companhia jesuíta em Moçambique, afirmou que dos meios de comunicação social se soube que ele morreu devido a um acidente de viação, ocorrido poucos dias antes da sua morte. No entanto, para Virgílio Domingos, os problemas de saúde são na verdade as razões da morte do bispo emérito de Lichinga, embora se reconhecendo que o acidente possa sobremaneira ter agravado o seu estado de saúde já débil.
Dom Gonzaga teve 60 anos de sacerdócio
O bispo emérito de Lichinga entrou na Companhia de Jesus a 7 de Setembro de 1939, ou seja, teve 74 anos na congregação jesuíta. Ele foi ordenado sacerdote a 11 de Julho de 1953, ou seja, teve 60 anos de sacerdócio. Dom Luís Gonzaga, foi sagrado bispo em 1972.
Os restos mortais de Dom Luís Gonzaga foram a enterrar no cemitério da missão de Lifindze, numa comunidade onde começou a sua vida sacerdotal. Aliás, Dom Luís em vida, já dizia que quando chegar o dia da partida, gostaria de ser sepultado na comunidade de lifindze, o que de facto aconteceu.
As cerimónias fúnebres tiveram lugar no dia 12 de Agosto, tendo a missa de corpo presente tido lugar na igreja de Lifindze, diocese de Tete. A igreja estava superlotada de fiéis oriundos de várias partes de Moçambique; estiverem igualmente presentes 4 bispos, mais de 20 sacerdotes, entre outros fiéis que quiseram prestar o seu último adeus a Dom Luís Gonzaga, bispo emérito de Lichinga, capital da província do Niassa, a norte de Moçambique.
Hermínio José




Compartilhar






Quem somos Horário dos programas Escreva à redação Produção RV Outras línguas Santa Sé Cidade do Vaticano Celebrações litúrgicas do Papa
All the contents on this site are copyrighted ©. Webmaster / Credits / informações legais / Publicidade